Home / Mochileiros / Brasil / Teresópolis

Teresópolis

■ Teresópolis

  • População: População estimada (2018/IBGE) 180.886 pessoas
  • Previsão do Tempo /Teresópolis

Teresópolis fica localizada nas montanhas do estado do Rio de Janeiro, distante apenas 78 Km da capital. A cidade possui um charme de montanhas e no inverno casais vem passar dias românticos por aqui.

É bastante fácil se locomover pela cidade, existe uma avenida principal chamada de “Reta”, seguir por ela saíra nos dois destinos mais importantes da cidade o seu “Centro da Cidade” e o bairro turístico do Alto, com a sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e a Granja Comary ao fundo

O município de Teresópolis é bastante extenso fazendo divisa com São José do Vale do Rio Preto, Sumidouro, Carmo, Nova Friburgo, Guapimirim. Sua área urbana com sítios e fazendas que valem uma parada. Sem contar a cachoeira dos Frades, famosa por aparecer na TV Global e Novelas.

■ O  Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Não tem como falar da cidade de Teresópolis e comentar sobre o mais importante ponto turístico da região e importante na preservação da Mata Atlântica e espécies de fauna e flora ameaçadas como o macaco Muriqui, que fora muito cassado quando não se existia o parque.

■ Pontos Turísticos / Teresópolis

Parque Nacional da Serra dos Órgãos
O Parque Nacional da Serra dos Órgãos é uma unidade de conservação federal que protege 20.500 hectares em quatro cidades dentre elas são Teresópolis, Petrópolis, Guapimirim e Magé. É o terceiro mais antigo parque nacional brasileiro, criado em 30 de novembro de 1939, pelo presidente Getúlio Vargas.

Com sua sede principal na cidade, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos abriga rica fauna e flora típicas de encosta da Mata Atlântica. O parque oferece várias opções de lazer como piscina natural, trilhas para caminhada leve e trekking, cachoeiras e escaladas. Destaque para o famoso Dedo de Deus, com 1.692 metros de altitude.

Mirante da Colina
Com área de 85 mil metros quadrados, o Mirante da Colina possui uma visão de 360 graus da região urbana de Teresópolis. O ponto turístico passou por recente revitalização e conta com local para Camping, área de lazer para crianças e duas torres de observação.

Parque Estadual dos Três Picos
Com mais de 65.111 hectares, o Parque Estadual dos Três Picos é a maior área de reserva protegida no estado do Rio de Janeiro. Seu nome é devido aos três principais picos da região, formando um imponente conjunto de montanhas com cerca de 2.350 metros de atitude, é o ponto culminante da Serra do Mar. Mulher de Pedra, Torres de Bonsucesso, Caledônia e Pedra do Faraó compõem o seu relevo. Abrangendo os municípios de Teresópolis, Nova Friburgo, Guapimirim, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim, o parque foi criado para preservar o cinturão verde central da Mata Atlântica do estado.

A região possui um dos mais elevados índices de biodiversidade de espécies animais e vegetais no Rio de Janeiro. Grandes mamíferos, como a onça parda, o porco do mato, a lontra e a jaguatirica, e aves, como o gavião-pega-macaco, habitam o Parque Estadual dos Três Picos, que forma um longo contínuo florestal com o Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

Parque Natural Municipal das Montanhas de Teresópolis
Com cerca de 4.397 hectares, o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis, possui sua sede na localidade de Santa Rita e outra sub-sede no bairro da Granja Florestal onde está localizada a Pedra da Tartaruga. A área é rica em fauna e flora nativa da Mata Atlântica, reunindo várias nascentes. O parque possui um conjunto de montanhas, com destaques para a Pedra da Tartaruga e a Pedra do Arrieiro. Além de interligar importantes corredores florestais com a Serra dos Órgãos.

Centro de Treinamento da CBF
A sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), localizada na Granja Comary, é local para treinos e cursos ministrados pela CBF Academy. São mais de 150 mil metros quadrados de área verde compostos de belas paisagens, divididas entre cinco campos oficiais, 22 apartamentos duplos, ginásio coberto, sala de musculação, infraestrutura para atendimento aos atletas, sendo um dos mais modernos centros de treinamento do mundo. A Granja Comary destaca-se por um belo lago, emoldurado pela inigualável vista da Serra dos Órgãos.

Mirante do Soberbo
Quando há neblina no local, a sensação é que estamos no meio das nuvens. Em dias claros é possível ver a Baía de Guanabara e vislumbrar o Rio de Janeiro como se fosse uma imensa cidade em miniatura e destaque para o Dedo de Deus e os picos da Pedra do Peixe e do Dedo de Nossa Senhora.

Complexo Gastronômico e de Lazer da Feirarte – Feirinha do Alto
Iniciada por volta de 1973/1974 por moradores da cidade, que demonstravam seus produtos artesanais em lonas abertas no meio da praça do bairro do Alto. Regulamentada pela prefeitura em 1985, transformou-se na maior feira de artesanato do Rio de Janeiro. Hoje com mais de 700 barracas que variam entre vestuário, móveis e comidas típicas de todo o Brasil e outras partes do mundo. Sua praça de alimentação possui 18 boxes oferecendo diversas comidas típica, local também possui espaço para shows.

Ao lado existem dois shoppings chamados de Shopping do Alto e Shopping Comary, onde vale a pena também dar uma volta.

Mirante da Granja Guarani
Pequena joia neocolonial, foi construída em 1929 pela família Guinle, de onde observa-se grande parte da cidade de Teresópolis. É revestido com azulejos pintados em Lisboa pelo renomado artista Jorge Colaço.Em traços fortes de azul sobre branco, as imagens traduzem quatro lendas indígenas: “O Dilúvio”, “O Anhangá e o Caçador”, “A moça que saiu para procurar marido” e “Como Apareceu a Noite”.

Encontra-se em estágio de depredação, por não fiscalização e conservação da Prefeitura Municipal apesar de ser tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro (INEPAC), no ano de 1982.

Lago Iacy
Um dos pontos turísticos mais bonitos de Teresópolis, o lago foi construído por Carlos Guinle que foi proprietário de uma grande fazendo na região. Um excelente local muito agradável para visitar, observar as montanhas e realizar caminhadas ao redor. Cercado por montanhas protegidas pelo Parque Nacional. O lago já foi visitado por diversas personalidades, dentre as quais o ex-presidente Getúlio Vargas. Possui Cinco mil metros quadrados de lâmina d`água, é um lago de água corrente, alimentado por uma uma nascente do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

O Lago localizado no bairro histórico da Granja Guarani, está atualmente abandonado pela Prefeitura, que nada faz para revitalizar o ponto turístico.

Fonte Judite
Fonte de água mineral radioativa, tendo indicações terapêuticas para diversas enfermidades, localizada no bairro do Alto e construída em 1920, seu entorno se constitui em obra arquitetônica em estilo colonial, apresentando fachada azulejada. Possui ornatos em voluta, é encimada por pinhas e, ainda na fachada, estão cinco rostos de faunos, em metal. A Fonte Judith continua sendo muito procurada por veranistas e turistas encantados com a água fresta e beleza do lugar. Existem outras fontes de águas minerais na cidade, vale a pena conferir suas águas.

Matriz de Santa Teresa
A antiga capela de Santa Teresa de Ávila, padroeira da cidade, começou a ser construída em 1855. Foi demolida em 1927 devido a sua má conservação e por não comportar mais o grande número de fiéis. Só então teve início a construção da atual. A Matriz em estilo gótico, tem na fachada principal em destaque, a volumetria da torre. No térreo, sua porta de entrada em arco ogival, possui sobrecarga triangular. Acima da porta, uma rosácea. As laterais são compostas de contrafortes entremeados por vitrais tchecos em verga ogival, coloridos apresentando cenas bucólicas. A Matriz ainda possui duas sacristias um coro e dois confessionários.

Matriz de Santo Antônio
A primeira capela erguida no local data de 1861. Em 1880 a matriz encontrava-se em ruínas, quando se iniciou então a construção da atual. Em 16 de novembro de 1933 era consagrada a nova Matriz de Santo Antônio do Paquequer. A igreja foi construída e doada por um dos grandes benfeitores da cidade, Henrique Sloper, em nome de sua esposa, Odonie Sloper. Desde 2004 conta com moderno Centro de Celebrações, com capacidade para 600 pessoas.

Palacete Granado – SESC
Sede do Sesc Teresópolis, o palacete foi construído para ser a moradia do imigrante português José Antônio Coxito Granado, que fundou e dirigiu no Rio de Janeiro a Pharmácia Granado.

No princípio do século XX, o então comendador José Granado descobriu Teresópolis, onde transformou imensa área em chácara-modelo. Nesse local, em 1913, foi construído o Palacete Granado. Depois da morte do comendador, em 1935, passou a funcionar no local o Colégio Teresa Cristina, de 1940 a 1976.

Espaço Cultural Higino
O Espaço Cultural Higino tem os mais sofisticados ambientes para eventos de Teresópolis. No prédio principal já funcionou um hotel, hoje se tornou residencial. Um excelente local para tirar fotos.

Casa da Memória
Com arquitetura mista entre os estilos neoclássico, normando e art-nuveau, o casarão foi construído na década de 20 elo entro prefeito José Lino de Oliveira Leite, em homenagem à sua esposa Cecília. Com a morte da companheira, em 1925, José Lino decidiu vender o imóvel. Em 1987, a propriedade foi desapropriada pela sendo em seguida tombada pelo INEPAC- Instituto Estadual do Patrimônio Cultural e hoje sede da Biblioteca Municipal.

Parc Magique
O Parc Magique é o primeiro parque de diversões coberto funcionando dentro de um hotel, no Brasil. Com atrações para todas as idades, o Parc Magique é um lugar de entretenimento para toda a família. Montanha russa, roda gigante, cinema 5D, bungee jump, tronco de escalada, carrossel, barco viking, turbo drop, pêndulo, castelo dos horrores, jogos eletrônicos e muitas outras diversões.

Casa de Cultura Adolpho Bloch
De arquitetura singular, inaugurado em 19 de maio de 1988, o centro de atividades culturais é subordinado à Secretaria Municipal de Cultura e tem por finalidade o desenvolvimento cultural da população.

Também abriga exposições e mostras artísticas, como o Salão Nacional da Primavera. Sua fachada envidraçada possibilita maior integração da comunidade com as atividades do centro cultural, facilitando ainda a visão imponente do maciço da Serra dos Órgãos.

Praça de Esportes Radicais
Leva o nome do atleta teresopolitano Alexandre Oliveira, que morreu em 1998, vítima de uma avalanche, ao escalar o Monte Aconcágua, na Argentina, junto com outro alpinista teresopolitano de renome: Mozart Catão. Inaugurada em setembro de 2004, a praça de esportes ocupa uma área de 4.000 m². Conta com pista de skate de 1.000 m², considerada uma das melhores do Brasil e classificada como a segunda melhor na modalidade street.

Circuito Turístico Terê-Fri
A estrada que liga Teresópolis a Friburgo é a “RJ-116, são 68 km de paisagens belíssimas e montanhas gigantescas pelo caminho, como a Mulher de Pedra e Torres de Bonsucesso. A estrada repleta de pontos turísticos como mirantes, cachoeiras, além de diversas pousadas, hotéis fazenda, haras, museus e restaurantes.

A exuberância da Mata Atlântica e os atrativos naturais estão várias formações rochosas próprias para escaladas, como a Mulher de Pedra.

Visite o site do Circuito Terê-Fri: www.terefri.com.br

■ CACHOEIRAS
Poço do Jacaré
Localizada no interior do parque, está cachoeira faz parte do rio Paquequer e que nasce no alto da Serra dos Órgãos. Popularmente chamada de poço do Jacaré, onde duas enormes pedras formam uma única saída para água formando grande espelho de água, abaixo dele possui uma caverna subterrânea na direção da Pedra maior.

Cascata dos Amores
O atrativo apresenta piscina natural com aproximadamente 40 m² e profundidade de até dois metros, com uma única queda em forma de escorregador.

Cachoeira da Campanha
A cachoeira também é bastante frequentada nos finais de semana, cortada pelo rio dos Frades sobre uma laje de que antes da corredeira principal, forma uma represa bastante funda. De fácil acesso próximo ao KM 22 da RJ-130.

Cascata do Imbuí
Cachoeira recortada pelo rio Paquequer, é de grande beleza, a cascata tem queda de cerca de vinte metros, onde as águas, com forte intensidade, se precipitam em corredeiras. Não possui acesso para banho e suas águas encontram-se poluídas.

Cachoeira do Vale dos Frades
A cachoeira possui uma queda de aproximadamente dez metros, com declive acentuado e grande volume d’água, formando uma piscina natural com água transparente e fundo de areia. A Cachoeira dos Frades é bastante famosa sendo sempre usada em filmes nacionais e novelas para filmagens.

■ Como Chegar / Teresópolis

De Carro:
Saindo da cidade do Rio de Janeiro, vindo da Zona Sul, siga pela Linha Vermelha, Rodovia Washington Luiz, BR-116 até chegar a cidade.

De Ônibus:
Em Teresópolis a cidade conta com uma concessionária de ônibus prestando serviço intermunicipal e interestadual, de nome Viação Teresópolis, possui linhas saindo da rodoviária Novo Rio no Rio de Janeiro, da rodoviária de Niterói e da rodoviária de Rios das Ostras.

Existe também uma linha da empresa Salutaris que faz o trajeto Teresópolis – São Paulo;

A cidade é cortada pela BR-116, onde diversos ônibus que saem da região Nordeste em direção a cidade do Rio de Janeiro passam pela cidade de Teresópolis;

De Avião: 
O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, fica cerca de 55 Km de Teresópolis;

■ Mapa de Satélite / Teresópolis


■ Fotos / Teresópolis

■ História / Teresópolis

As origens da cidade datam da primeira metade do século XIX. Embora a primeira descrição oficial tenha sido feita em 1788, por Baltazar da Silva Lisboa – que em seu relato descrevia a serra e também a Cascata do Imbuí – foi a partir de 1821 que a região começou a ser ocupada. Nessa época, o português de origem inglesa George March adquiriu uma grande gleba e transformou-a em fazenda modelo.

A fazenda ficava onde está, atualmente, o Bairro do Alto e era chamada de Santo Antônio do Paquequer ou, talvez, Sant´Ana do Paquequer. Assim, esse primeiro povoado se formou, ao longo do caminho que ligava a Corte à província das Gerais. Foi o início do desenvolvimento da agricultura, da pecuária e do veraneio da região.

O crescimento do pequeno núcleo se verificou no sentido norte-sul, época em que comerciantes vinham de Minas Gerais em direção ao Porto da Estrela, nos fundos da Baía de Guanabara, passando antes por terras de Petrópolis. Teresópolis era, então, um ponto estratégico de repouso. Só mais tarde é que o fluxo foi alterado para o sentido sul-norte, com a ferrovia que ligava a cidade ao Rio de Janeiro.

Lentamente, o povoado foi se desenvolvendo, passando à categoria de freguesia – Freguesia de Santo Antônio do Paquequer – em 1855. Somente em 06 de julho de 1891, através do decreto de nº 280, do então Governador Francisco Portela, a freguesia é alçada à condição de município, passando a denominar-se Teresópolis, devidamente desmembrada do município de Magé.

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Santo Antônio do Paquequer, pela Lei Provincial ou Decreto Provincial n.º 829, de 25-10-1855, no município de Magé.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Santo Antônio do Paquequer, pelo Decreto Estadual n.º 280, de 06-07-1891, desmembrado de Magé. Constituído do distrito sede.

Elevado à condição de cidade e sede municipal, pela Lei Estadual n.º 43, de 31-01-1893.

Pelos Decretos Estaduais n.ºs 1, de 08-05-1892 e 1-A, de 03-06-1892, o distrito de Santo Antônio de Paquequer passou a denominar-se Teresópolis. Sob os mesmos Decretos é criado o distrito de Santa Rita e anexado ao município de Teresópolis (ex-Santo Antônio de Paquequer).

Pelo Decreto n.º 517, de 17-12-1901, o município de Teresópolis adquiriu o distrito de Sebastiana do município de Nova Friburgo e anexado ao de Teresópolis.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 3 distritos: Teresópolis, Santa Rita, Sebastiana.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo Decreto Estadual n.º 641, de 15-12-1938, o distrito de Santa Rita Passou a denominar-se Paquequer Pequeno.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Teresópolis, Paquequer Pequeno (ex-Santa Rita) e Sebastiana.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.056, de 31-12-1943, o distrito de Sebastiana passou a denominar-se Nhunguaçu.

Em divisão territorial datada e I-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Teresópolis, Nhungaçu (ex-Sebastiana) e Paquequer-Pequeno.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-VIII-1988.

Pela Lei Orgânica de Teresópolis, publicada de 05-04-1990, o distrito de Nhungaçu passou a denominar-se Vale de Bonsucesso e o de Paquequer Pequeno a denominar-se Vale do Paquequer.

Em “Síntese” de 31-XII-1994, o município é constituído de 3 distritos: Teresópolis, Vale do Bonsucesso e Vale do Paquequer.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte / Teresópolis (RJ). Prefeitura. 2015. Disponível em: http://www.teresopolis.rj.gov.br/. Acesso em: jan. 2015.

Retirados do site do IBGE em https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rj/teresopolis/historico

Ver Mais

Ilha de Superagui

■ Ilha de Superagui População: n/d Previsão do Tempo / Ilha de Superagui A ilha …